terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Vitamina D






A vitamina D é um vitamina muito importante para a nossa saúde.
É muito difícil conseguirmos obter a vitamina D através da alimentação, mas produzimos essa vitamina facilmente quando estamos em exposição ao sol (sem protetor solar).
A vitamina D em excesso pode ser tóxica, podendo resultar em hipercalcemia, o que causa depósito de cálcio em todos os tecidos moles como: rins, artérias, coração, ouvido e pulmões. Os sinais de toxicidade de vitamina D incluem: enxaqueca, fraqueza, náusea, vômitos e constipação.
A exposição à luz solar não gera a produção excessiva de vitamina D em seu corpo, porque ele se auto-regula e produz apenas a quantidade que necessita.
Após poucos minutos  de exposição solar excede facilmente as fontes alimentares.
A vitamina D exerce um importante papel hormonal.
A vitamina D atua no metabolismo do cálcio, estimula a absorção de cálcio, diminui a secreção de PTH,  tem influência na função muscular e na secreção de insulina.
Como a síntese de vitamina D é dependente da exposição solar, países mais frios e com menor período de verão apresentam maior prevalência de sua deficiência.
A deficiência crônica de vitamina D não pode ser revertida rapidamente. São necessários meses de suplementação de vitamina D e de exposição à luz solar. A osteoporose é geralmente causada por falta de vitamina D que provoca deficiência na absorção de cálcio. A deficiência de vitamina D na infância causa o raquitismo, falta de calcificação dos ossos, pode agravar o diabetes tipo 2 e  e prejudicar a produção de insulina pelo pâncreas.
A vitamina D é utilizada no tratamento da psoríase, uma doença inflamatória crônica da pele
Fontes alimentares: A vitamina D não está presente em quantidade suficientes em muitos alimentos. Aparece em quantidades bem variadas na manteiga, nata, gema de ovo e fígado. O óleo de fígado de bacalhau também é uma ótima fonte dessa vitamina
A vitamina D evita a depressão, osteoporose, câncer da próstata, câncer da mama e, até mesmo efeitos do diabetes e obesidade. 

Se você está com deficiência dessa vitamina, converse com seu médico e com seu nutricionista. 

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Termogênicos naturais: 

O alimento termogênico tem a capacidade de acelerar o metabolismo, favorecendo o processo de emagrecimento e de queima de gordura corporal. Deve ser consumido com regularidade dentro de uma dieta equilibrada, saudável e aliado a pratica de exercícios físicos.

Gengibre: o consumo regular de gengibre pode acelerar o metabolismo em até 20%.
O gengibre pode ser adicionado em sucos, molhos, preparações, chás, etc.

Canela: a canela também pode acelerar o metabolismo, além de ajudar no controle da glicemia, ajudando na redução da vontade de comer doces e carboidratos e melhorando a ação da insulina, isso ajuda na redução da gordura abdominal.

Pimenta vermelha: uma das substâncias presentes no fruto,  a capsaicina, tem ação termogênica comprovada e é  considerada um dos melhores auxiliares no controle de peso.


Chá-verde: graças à presença de substâncias como a cafeína e as catequinas,  essa bebida obriga o organismo a buscar energia nas reservas  de gordura.



Brunna Reis
Nutricionista

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

CRANBERRY:  SUPER ALIMENTO FUNCIONAL


A cranberry é uma fruta considerada um alimento funcional e tem benefícios comprovados para a saúde do trato urinário.

O consumo pode ser como fruta fresca, fruta desidratada,  molhos, sucos ou extrato.

A cranberry é uma fruta antioxidante e possui compostos bioativos de flavonóides como quercetina e mirecetina. Além disso, a fruta é riquíssima em vitaminas C e E.

Estudos apontam que o consumo de cranberry pode reduzir o quadro de infecções urinárias.

O quadro de infecção urinária é muito comum, principalmente em mulheres.
Os sintomas são: maior frequência e urgência em urinar, ato de urinar doloroso, urina turva.
A bactéria Escheria coli é a mais comum do trato urinário .


O consumo de 475 ml de suco de cranberry diariamente por 21 dias reduziu em 50% as queixas urogenitais e número de bactérias de pacientes com sintomas de infecção do trato urinário.

CONTRA  INDICAÇÕES:
- Gestantes
- Lactantes
- Indivíduos que fazem uso de ácido salicílico;
- Diabéticos (se for a bebida com adição de açúcar);
- Indivíduos com pedras nos rins;

É um alimento poderoso, mas para o consumo seja via alimento, suco ou suplementação, é necessário consultar um profissional nutricionista.


Brunna Reis
Nutricionista. 

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

NUTRIÇÃO E TPM







A TPM é um mal que atinge muitas mulheres, para algumas é um período de intenso estresse, irritabilidade, alteração de humor, tristeza, comprometendo muitas vezes o relacionamento no ambiente familiar e profissional.

Os sintomas mais comuns são: irritabilidade, alterações de humor, comportamento depressivo, impulsividade, aumento de apetite, desejo por doce e confusão mental, fadiga, inchaço, insônia, aumento de peso temporário, enxaqueca, presença de edema nas extremidades, constipação intestinal e diarreia.

Nesse período o apetite também aumenta em algumas mulheres, principalmente por carboidratos e gordura.
A ingestão de carboidratos pode ser explicada pela diminuição dos mediadores de serotonina nessa etapa do ciclo menstrual. Quando a mulher consome algum alimento fonte de carboidrato, ela tem um aumento na síntese de serotonina e o humor melhora.

Esse período de TPM pode levar ao ganho de peso com o passar do tempo.
O consumo de alguns nutrientes específicos como: vitamina E, vitamina B6, magnésio, cálcio, manganês, ácidos graxos de cadeia longa e as isoflavonas, podem ajudar a aliviar esses sintomas.
Além do consumo desses nutrientes a pratica de atividade física também ajuda.

Quanto ao consumo de alguns alimentos, como sal, açúcar, cafeína, produtos lácteos e álcool, este deve ser reduzido para auxiliar na diminuição da retenção de líquidos (consumo excessivo de sódio), irritabilidade (consumo excessivo de cafeína) e cólicas.

Aliando a alimentação saudável e adequada a pratica de atividade física é possível viver bem neste período.

DICAS ALIMENTARES:
1.       Aumentar a ingestão de alimentos ricos em vitamina B6, magnésio, cálcio, zinco, ácido fólico, vitamina B12, vitamina E, ômega-3 e triptofano.
2.       Incluir na alimentação sementes como: gergelim, semente de girassol, semente de abóbora (sem sal).
3.       Consumir chocolate 70% ou mais  cacau.
4.       Consumir oleaginosas como: castanhas, macadâmia, nozes, avelã, etc.
5.       Aumentar o consumo de vegetais verde-escuros.
6.       Consumir 1 copo de suco verde (água, couve orgânica e frutas diuréticas como abacaxi, melancia ou melão).
7.       Consumir banana que é uma fruta rica em triptofano, aminoácido que ajuda a aumentar a síntese de serotonina.
8.       Aumentar o consumo de peixes ricos em ômega 3 como sardinha, atum.
9.       Adicionar semente de linhaça em sucos, ou saladas, vitaminas.


MISTURA ANTI TPM:
2 colheres de sopa de abacate
1 colher de sobremesa de cacau
1 colher de chá de linhaça
1 fio de mel

Misture tudo e deixe na geladeira.
Consuma no lanche da tarde.


VITAMINA ANTI TPM
1 banana
1 colher de sobremesa de cacau
1 colher de sobremesa de semente de linhaça
1 copo leite de amêndoas ou de castanha

Bata tudo no liquidificador. Beba gelado.


Brunna Reis
Nutricionista
CRN 26608

quarta-feira, 23 de julho de 2014


RECEITAS ESPECIAIS: 





ALMÔNDEGAS COM SEMENTE DE CHIA:
·         0,5 kg de patinho moído
·         1 cebola bem picada
·         2 dentes de alho picados
·         1 ovo
·         3 colheres de sopa de semente de chia
·         3 colheres de aveia
·         Sal (á gosto)

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes.
Leve as almôndegas ao forno pré-aquecido 180º C por cerca de 20 minutos (depende do tamanho da almondega).
 Sirva com molho macarrão de abobrinha ao molho de tomate.


MACARRÃO DE CENOURA E ABOBRINHA:
·         2 abobrinhas cortadas em tirinhas
·         3 cenouras cortadas em tirinhas
·         1 dente de alho picado
·         ½  cebola picada
·         Azeite

      Modo de preparo:
      Refogue a cebola e alho no azeite, acrescente a cenoura e abobora até ficar al dente. Acerte o sal (á gosto). Reserve.


MOLHO DE TOMATE NATURAL: 
·         1 dente de alho
·         ½  cebola picada
·         Azeite
·         4 tomates sem pele e sem semente picado


Modo de preparo:
Refogue o a cebola e o alho no azeite e adicione o tomate picado. Refogar no azeite e alho.

BENEFÍCIOS DA CHIA:
A chia é rica em fibras solúveis e insolúveis. Quando essas fibras chegam ao nosso estômago formam uma espécie de gel, trazendo uma sensação de saciedade. Por isso, é interessante utilizar a chia em dietas de emagrecimento.
As fibras da chia aumentam o tempo de liberação da glicose, então a chia pode prevenir e controlar o diabetes tipo 2.
Além de possuir um alto teor de fibras, a chia é fonte em ômega 3 (gordura saudável), isso faz com que ela seja um alimento anti-inflamatório e atua na prevenção de doenças cardiovasculares.
Sua semente é considerada como uma boa fonte proteica por possuir um alto teor de proteínas, sendo em sua maior parte aminoácidos essenciais, ou seja, aqueles que não são produzidos pelo nosso organismo (isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptofano, valina e histidina).
A chia pode ser adicionado em preparações como: bolos, tortas, pães, hambúrguer caseiro, almondegas,  e também adicionadas em sucos, sopas, saladas, shakes.
Encontramos a chia na forma de óleo, farinha, sementes.

BENEFÍCIOS DO TOMATE:
O tomate é um alimento antioxidante. O consumo regular de tomate ajuda na redução do risco de câncer, principalmente o de próstata.
O tomate é fonte de vitamina C, A e licopeno. O licopeno está associado à redução do risco de doença cardíaca e possui propriedades antiinfamatórias.

Texto:
Brunna Reis- NUTRICIONISTA

Receitas:
Thaís Tadano- CHEF DE COZINHA 

terça-feira, 8 de julho de 2014

A alimentação da noiva- do período pré-casamento ao grande dia

A correria com todos os preparativos do casamento faz com que a noiva não dê tanta atenção a sua alimentação, pois os horários ficam desregrados, ela passa longos períodos sem comer nada e quando come acaba abusando na alimentação, comendo mais e muitas vezes alimentos não saudáveis como: fast foods, salgadinhos, frituras, embutidos, alimentos industrializados, doces, etc.

Outro fator que também atrapalha a alimentação da noiva é a ansiedade, pois nesse período é comum as noivas estarem extremamente ansiosas, e a ansiedade é um fator que prejudica muito o peso, pois muitas vezes essa mulher desconta a ansiedade em alimentos, principalmente carboidratos, doces e chocolates.

A correria dos preparativos junto com a ansiedade pode fazer a noiva engordar e cada quilo em excesso é percebido, principalmente por ela quando vai vestir o vestido do grande dia.



Dicas para uma alimentação equilibrada no período pré casamento:

Para a questão da ansiedade, é necessário incluir na dieta diariamente, alimentos fonte de triptofano (um aminoácido precursor de serotonina que é o neurotransmissor responsável pela sensação de bem estar).
Alimentos fonte de triptofano: banana, kiwi, aveia, quinua, frutas secas, arroz integral, feijões, lentilha, nozes, castanhas, aveia.
Os chás como camomila, capim limão, erva cidreira e erva doce são bem vindos porque ajudam a acalmar.

Para assegurar a energia da noiva, a ingestão de alimentos fonte de carboidrato também é importante. Sem o carboidrato não temos energia para nada. O cuidado deve ser com o excesso de carboidrato, pois o excesso vira gordura no nosso organismo e escolher sempre o carboidrato integral.
Alimentos fontes de carboidrato: pão, macarrão, arroz, aveia, produtos a base de farinha de trigo (o ideal é que seja integral).

Outra recomendação importante é o consumo de proteínas magras (carnes magras, peixe, frango, ovo).

As vitaminas e os minerais são essenciais para o bom funcionamento do organismo e o emagrecimento, por isso, o consumo de frutas, verduras e legumes é importante.

A hidratação também é fundamental nesse período, beber muita água ao longo do dia. 

Se a noiva já estiver acima do peso, o ideal é fazer um acompanhamento com nutricionista e iniciar uma reeducação alimentar no mínimo 3 meses antes do casamento.

Dicas de alimentação para ficar bem no grande dia:
Beber bastante água, além de ajudar a diminuir a retenção de líquidos, auxilia na hidratação e na eliminação de toxinas.
Aumentar o consumo de alimentos diuréticos, eles irão auxiliar a não reter líquidos durante o processo de perda de peso. Alguns exemplos deles são: melão, hortelã, abacaxi, melancia, salsão, coentro, salsa, chá de dente de leão, chá de cavalinha, entre outros.

Evitar alimentos ricos em sódio, pois o sódio aumenta a retenção de líquido no organismo,
deixando a noiva mais inchada no dia do  casamento. Os alimentos ricos em sódio são:
mortadela, presunto, salame, alimentos enlatados, salsicha, linguiça, macarrão instantâneo,
temperos prontos, salgadinhos, etc.

Para evitar gripes e resfriados, consuma frutas cítricas diariamente (limão, laranja, acerola,
etc). A vitamina C presente nelas atua no sistema imunológico e equilibrar o organismo.

Evite alimentos gordurosos, frituras, bebidas gaseificadas, doces e açúcar.

Brunna Maria de M. G. Reis

Nutricionista

quarta-feira, 2 de julho de 2014


Biomassa de banana verde: 


A banana verde é considerada um alimento funcional, quando cozida apresenta uma grande quantidade de amido resistente. 

O amido resistente é um prebiótico, serve como fonte de energia para a produção de bactérias benéficas no intestino. 

A banana verde é um alimento de baixo índice glicêmico, ou seja, sua digestão e absorção são mais lentas, assim a quantidade de glicose liberada no sangue ocorre aos poucos, reduzindo a liberação de insulina, isso contribui para a prevenção e controle do diabetes e gordura abdominal. 

Estudos indicam que o amido resistente também atua na redução do colesterol e prevenção de doenças cardiovasculares. 

A biomassa de banana verde pode ser adicionada em sucos, vitaminas, sopas e a farinha de banana verde pode ser usada em bolos, massas, etc. 

COMO FAZER A BIOMASSA: 

1. Lave as bananas verdes com casca, uma a uma, utilizando esponja com água e sabão e enxágüe bem;
2. Em uma panela de pressão com água fervente (para criar choque térmico), cozinhe as bananas verdes com casca, cobertas com água por 20 minutos;
3. Desligue o fogo após os primeiros 8 minutos, e deixe que a pressão continue cozinhando as bananas;
4. Espere o vapor escapar naturalmente. Não force o processo abrindo a panela debaixo da torneira, por exemplo;
5. Ao término do cozimento, mantenha as bananas na água quente da panela;
6. Vá aos poucos tirando a casca da polpa, que deve ser passada imediatamente no processador. É importante que a polpa esteja bem quente, para não esfarinhar;
7. Coloque a quantidade desejada da polpa cozida quentíssima no processador;
2. Processe até obter uma pasta bem espessa;
3. Se não for utilizar imediatamente, guarde a polpa em saco plástico. Essa polpa pode ser guardada por 3 a 4 meses no congelador, mas necessitará de um reprocessamento.


Brunna Reis
NUTRICIONISTA